Imagem capa - Viajando leve com o sistema Fuji X por Midtones Photography
Viagens

Viajando leve com o sistema Fuji X

A experiência de viajar com o sistema Fuji X foi um espetáculo. Não só por ser mais leve, menor e mais fácil de transportar, mas como a nível de qualidade de imagem e velocidade do auto foco não fiquei nem uma vez com saudades da minha Canon 6D. A pequena X-T10 foi brilhante, confiável e um prazer de usar.






Uma das maiores razões para mudar para Fuji foi o tamanho, o peso e a total portabilidade do sistema. Durante anos, carreguei sempre DSLR´s Canon juntamente com dois zooms pesados, além de um tripé e baterias sobressalentes, e na minha última viagem com o sistema da Canon chegava no final do dia cheio de dores nos ombros e nas costas por conta do peso da mochila, uma Canon 6D mais lentes zoom 2.8 e os acessórios pesavam mais de 10kg.

Então, resolvi que na próxima viagem iria arranjar uma câmera menor e mais leve para usar. Como já estava habituado a Canon resolvi experimentar o sistema mirrorless da Canon e comprei uma EOS M, a camera era bem compacta e tinha boa qualidade de imagem mas não conseguia me habituar a camera e o foco era muito lento e com apenas 2 objetivas não era o sistema que me serviria.

Foi quando saiu a Fuji X-T10, um corpo compacto no estilo DSLR mas leve e depois de ler muitos reviews falando sobre a excelente qualidade do kit com a XF18-55mm f/2.8-4 resolvi arriscar e comprar o kit da X-T10. Foi a melhor decisão que podia ter feito.








A primeira viagem somente com o sistema fuji foi para Colônia na Alemanha para o Mercado de Natal, era um ótimo teste, já que iria ter muitas fotos a noite, com muita mistura de luzes num frio de rachar e provavelmente um pouco de chuva. Os meus maiores receios eram a duração da bateria e o ISO.

Cheguei a Colônia no fim da tarde já estava escurecendo e estava ansioso para testar logo a câmera. Logo nas primeiras imagens fiquei rendido as cores e qualidade mesmo subindo o ISO até nos 6400.

Sem perder a qualidade que tinha e menos quase 10kg nas costas pela primeira vez em muitos anos estava viajando com uma camera no pescoço e uma outra objetiva no bolso do casaco e mais nada.

Colônia tem sete mercados de natal, que funcionam de dia e de noite, cada um dos sete mercados de Colônia tem sua história e peculiaridades, que se refletem na decoração e barracas disponíveis. A medida que vai passando o dia as ruas vão enchendo e existe fila para tudo desde entrar nos mercados até comer e beber ou ir patinar nas várias pistas de gelo que tem.





Fuji X-T10  18-55mm 2.8-4  

f/3.6  1/40  ISO 1250




O mais famoso deles fica ao lado da Catedral e é o maior na Alemanha . Lá fica também a maior árvore de Natal no Reno e oferece mais de 160 barracas que vendem desde o famoso Glühwein (vinho quente) e cervejas servidos em lindos copos tradicionais, roupas e brinquedos. A música tradicional enche o ar de magia, proporcionando o ambiente perfeito para as compras de Natal.




Fuji X-T10  Samyang 12mm f/2  -      1/40  ISO 1600    

Quando utilizo a objetiva da samyang por ser uma lente sem contatos eletrônicos e totalmente manual a camera não registra o valor de abertura saindo em todas as fotos f/1.0. A objetiva Samyang 12mm f/2 é uma grande angular muito pequena e leve e que fica perfeita nas câmeras da fuji, mas sobre ela falaremos mais tarde em outro post.




Um dos problemas que tinha na minha Canon 6D era o auto foco que era extremamente lento e isso era uma questão vi algumas pessoas reclamando da Fuji mas sinceramente achei o sistema de autofoco da X-T10 melhor que o da canon 6D , focava mais rápido tanto em situações de boa iluminação quanto em lugares mais escuros. acho que o sistema de foco continuo ainda pode melhorar muito mas está a par com o da Canon 6D.

O percentual de fotos fora de foco era muito maior na Canon.

Depois dessa primeira viagem com a XT-10 pude usar ela em várias situações de dificuldade para algumas cameras e fiquei completamente rendido ao sistema. A cor, o contraste e os detalhes nas imagens que produzem são lindos, e quando via outros fotógrafos carregados com sacos de câmera e segundos corpos, adorei o fato de que a minha pequena câmera era leve e as duas lentes que estava carregando mal se percebesse. Adoro os pequenos detalhes como a transferência wifi que se conecta ao meu smartphone, permitindo que eu vejo os jpegs importados e compartilhe-os on-line e a facilidade dos controles todos manuais em cima da câmera. Todas as lentes que usei até hoje produziram imagens nítidas e de contraste, com autofoco rápido e um anel de abertura maravilhoso lembrando o tempo das antigas cameras analógicas.

Nessa primeira viagem fiz as imagens em raw + jpeg pois ainda desconfiava do resultado final mas para fotos que serão basicamente usadas no facebook e instagram os jpeg da fuji junto comas simulações de filme que existem nas câmeras são mais que suficientes. As fotos desse post foram feitas em raw e processadas no adobe camera raw usando a simulação do  classic chrome e apenas alguns ajustes de contraste e sombras.

Essa viagem foi em 2015 e assim que voltei para casa decidi que iria trocar todo o meu equipamento Canon para Fuji. Decidi começar o blog contando essa experiência do meu início com sistema da Fuji e partir de agora os próximos posts serão sempre sobre a minha experiência com esse sistema.

Eu adorei a experiência de visitar os mercados de natal de Colônia. Fiquei muito impressionado com a quantidade de mercados, com a qualidade dos serviços e produtos, com a beleza do artesanato e a infraestrutura dos lugares, tudo é muito lindo e mágico! Me diverti tanto que em alguns momentos parecia que tinha voltado a ser criança!